Início do conteúdo

Menus Personalizados

Vimos anteriormente que o WordPress gera o menu de navegação do site de forma automática, a partir das páginas publicadas. Nesta unidade vamos conhecer os Menus Personalizados, que proporcionam ao administrador do site controle total sobre o menu, com a possibilidade de remover e adicionar páginas e links diversos, e organizar livremente os itens dentro do menu.

Tanto a correta utilização dos nomes para os menus quanto uma boa organização destes conteúdos, levam o usuário final a ter uma experiência mais agradável com o site, pois encontrará o que buscava no site de maneira mais rápida e lógica. É importante ressaltar, que o item de menu não deve ser criado com a finalidade de ser mero ‘atalho’ para os conteúdos e sim uma rota que leve a este conteúdo. Por este motivo não utilizaremos o item “Posts” como caminho para os itens de menu, mesmo que o WordPress permita este uso.

Criação dos Menus

Estruturar o menu principal é sempre uma das partes mais críticas de um site, pois através deste os usuários conhecerão o conteúdo geral do site. Por este motivo, o menu principal deve funcionar como guia e beneficiar a maior parte dos usuários do site. Por exemplo: se o site é de uma unidade acadêmica, itens de menu como Sobre, Contato, Cursos, Grupos de pesquisa, dentre outros, são elementos essenciais para este site. A criação do menu pode ser feita de acordo com a sugestão do vídeo abaixo.

Adicionando Elementos do tipo Página ao Menu

Os itens de menu devem preferencialmente ser do tipo Página, que foi objeto de estudo na Aula 2. A criação da página deve sempre preceder a definição deste elemento como item de menu. Sugerimos definir um item novo apenas quando seu conteúdo já tiver sido publicado, pois isto evitará que os menus sejam apenas decorativos e não aponte para lugar algum.

Adicionando Elemento do tipo Link Personalizado ao Menu

O uso de Link Personalizados como item de menu permite ao usuário criar links para páginas ou arquivos externos ao site. Por exemplo, no menu Cursos citado anteriormente poderia existir o nome dos cursos e cada subitem apontar para a página do curso correspondente. Você deve atentar para o fato de que os nomes dos cursos ou links dos sites são informações voláteis e você precisará ficar atento a mudanças dessas páginas, acessando elas frequentemente.

Adicionando Elemento do tipo Categoria ao Menu

O uso de Categorias como item de menu permite visualizar a lista de todos os posts daquela categoria. Esse recurso pode ser utilizado para proporcionar acesso rápido a grupos de posts, tais como: editais, informes, eventos, notícias por setor/assunto, ou outras categorias que sejam relevantes para o seu público.

Criando Sub-Níveis

Na Aula 2 vimos como agrupar páginas hierarquicamente no menu, utilizando o conceito de páginas “mãe”. Com os menus personalizados é possível organizar os itens livremente no menu e de forma muito mais ágil, através de uma interface visual, apenas arrastando e reposicionando os blocos que representam itens do menu, conforme apresentado nos vídeos abaixo.

 

Criando Links “dummy” para submenu

Em alguns casos é necessário criar um item de menu que servirá apenas como agrupador de seus subitens, mas que não necessariamente possui um conteúdo próprio. Na Aula 2, sugerimos a criação de uma página mãe “Serviços” e, vinculadas à ela, páginas de cada serviço oferecido. Nesse exemplo, a página Serviços dispensa conteúdo adicional, pois cada serviço possui sua própria página de informações. Para evitar que o usuário clique no item “Serviços” e visualize uma página em branco, podemos criá-lo no menu como um item “dummy”, ou seja, um item que não executa ação quando clicado.

Para obter esse resultado, adicionamos um Link Personalizado ao menu, colocando o texto desejado no Texto do link e especificando apenas um caractere # no URL (endereço do link) – esse código especial indica ao navegador para permanecer na página atual quando o link for clicado.

O vídeo abaixo apresenta outro exemplo do uso de um link “dummy”, utilizando as categorias de Informes, subdivididos em Acadêmicos e Institucionais. O item “Informes” não possui uma categoria própria e serve apenas para agrupar as categorias específicas no menu.

Redundância nos itens que possuem submenu

Em menus que possuem subitens, pode acontecer que o item no nível principal passe despercebido ao visitante do site, principalmente se outros submenus utilizam itens “dummy”. Em geral, sugerimos que todo o conteúdo esteja acessível nos subitens e, quando necessário, o link do item de primeiro nível seja replicado no submenu.

A ideia é exemplificada no vídeo abaixo, onde o link para a página “Apresentação” é replicado no submenu, com o título “Sobre”.

Uso do Rótulo de navegação

Especialmente no caso de páginas com títulos extensos, é necessário editar o Rótulo de navegação para garantir que os itens de menu permaneçam concisos e não comprometam a apresentação no site. O ideal é que todos os itens do menu fiquem na mesma linha de texto. O vídeo abaixo demonstra como a página intitulada “Pesquisadores do Grupo de Arquiteturas e Circuitos Integrados” é listada apenas como “Pesquisadores” no menu do site, sem prejuízo do título completo, exibido quando a página é acessada.

Definindo Menu Principal

Para ativar um menu personalizado em seu site, é necessário definir a posição onde ele será exibido. A maioria dos temas disponibiliza apenas uma posição para o menu principal do site, mas alguns podem oferecer opções de menus secundários no cabeçalho ou rodapé do site, por exemplo.

O vídeo abaixo demonstra como definir a posição do menu.

Os menus personalizados podem ser utilizados também em áreas de Widgets do site, como veremos nas próximas aulas, trazendo ainda mais utilidades para esse recurso.